associação cultural videobrasil

A Associação Cultural Videobrasil é um centro internacional de referência para a produção de arte do Sul geopolítico do mundo. Criada pela curadora Solange Oliveira Farkas, ex-diretora do Museu de Arte Moderna da Bahia, mantém uma parceria com o SESC. Juntas, realizaram exposições como Joseph Beuys – A revolução somos nós (São Paulo e Salvador, 2010/11) e Sophie Calle – Cuide de você (São Paulo e Salvador, 2009).

Outras realizações constantes da parceria incluem o Programa Videobrasil de Residências, que indica artistas para intercâmbios oferecidos por instituições parceiras no Brasil e no exterior; a Videobrasil Coleção de Autores, série de documentários sobre artistas; e o Caderno SESC_Videobrasil, publicação anual sobre arte contemporânea.

Pensada como uma plataforma para a produção, circulação e discussão da arte contemporânea no Sul, em parceria e diálogo com curadores, artistas e outras instituições, a Associação mantém ainda uma rede de parceiros de residência e ações educativas alinhadas aos Festivais e exposições que concebe.

 

SESC

Criado pelo empresariado do comércio e serviços brasileiro há 60 anos, o SESC – Serviço Social do Comércio baseia suas ações em um sólido projeto cultural e educativo, voltado à inovação e à transformação social.

O SESC inovou ao introduzir novos modelos de ação cultural e sublinhar, na década de 1980, a educação permanente como pressuposto para a transformação social. A concretização desse propósito se deu por uma intensa atuação no campo da cultura e suas diferentes manifestações, destinadas a todos os públicos, em diversas faixas etárias e estratos sociais.

No Estado de São Paulo, o SESC conta com uma rede de 32 unidades, em sua maioria centros culturais e desportivos. Oferece também atividades de turismo social, programas de saúde, educação ambiental e inclusão digital, e programas especiais para crianças e terceira idade.